terça-feira, 9 de agosto de 2011

Capitulo 15

Talvez agora eu realmente deva contar pra ele a verdade. Uma hora ele teria que saber e acho que ela finalmente chegou.Uns minutos depois ele acordou e deu aquele sorriso que poderia iluminar todo o mundo, pelo menos o meu mundo.
_Bom dia._Ele se aproximou e me deu um selinho.
_Bom dia._Eu disse sorrindo pra ele._Vou tomar um banho._Me levantei e fui em direção ao banheiro.Tomei um banho bem demorado.Deixei que a agua quente caisse sobre mim me fazendo relaxar.Assim que sai do banheiro encontrei o Ryan entrando no quarto sem camisa.Ele sorriu quando me viu e veio na minha direção e me beijou.Eu por acaso já disse o quanto eu amo ele? Se não eu o amo mais do que qualquer coisa nessa eterna vida.
_Ryan...Eu preciso te contar uma coisa.
_O que é?_Ele me olhou confuso.Eu abaxei a cabeça.Ele segurou meu queixo me fazendo olha-lo.
_Ei o que foi? Você parece preucupada.Me fala.
_Eu prefiro te falar isso em outro lugar.
_Tudo bem.
Ele me levou ate minha casa, deixou o carro lá e fomos andando ate a pequena floresta.Assim que já estavamos afastados o suficiente da casa, nos sentamos em uma pedra que tinha ali.
_O que foi Kate?Aconteceu alguma coisa?
_Eu...Prometa que vai estar sempre do meu lado.
_Eu prometo.Pra sempre e sempre.
_Ryan eu não sou o que acredita que eu sou.
_Como assim Kate?
_Eu sou uma...uma...vampira.._Sussurrei a ultima palavra rezando pra que ele não tenha ouvido.Mais pelo visto ele ouviu.
_Vampira? Vampiros não existem Kate.Acho que você tem visto Crepúsculo demais._Ele se levantou e ficou na minha frente.
_Eu não estou.. brincando Ryan.È serio.
_Ah claro.E eu sou o super man._Ele disse ironico.Eu apenas fechei os olhos, já deveria saber que essa seria sua reação.Também quem acreditaria nessa historia?È ridiculo.
_Tudo bem.È obvio que você não acreditaria em mim.
_È não da pra acreditar.Mais vai me prova super vampira._Ele estava debochando de mim? Tá legal que poderia ser um pouco estranho e que ele é a pessoa que mais amo nessa vida.Mais debochar de mim? Qual é eu sou uma vampira e poderia estraçalha-lo em um piscar de olhos.
_E o que quer que eu faça?_Eu já estava um pouco irritada.
_Me prova._Eu sabia o que ele queria apenas por seu olhar desafiador.
_Lembra quando a professora de quimica nos mostrou o diario de uma de suas ancestrais chamada Christine.
_Lembro, mais o que isso tem a ver.
_Você nunca reparou em como ela descrevia sua melhor amiga.Você lembra dela?
_Lembro.Era..era..Katherine wa...watson.
_Lembra de como ela a descrevia?
_Cabelos escuros, sua pele era clara, mais do que deveria ser.Seu rosto era de uma beleza que eu nunca havia visto antes.Sua boca era de um tom avermelhado e seus olhos eram estranhamente cinzas o que a deixava ainda mais misteriosa.


Ryan narrando...
Tudo estava um tanto quanto confuso em minha mente.Eu realmente que fosse uma brincadeira mais agora eu não sei.Eu me aproximei e acariciei seu rosto, ela apenas fechou os olhos.
_Eu não entendo.Os olhos dela eram cinzas e o seu é verde._Ela se afastou sorrindo.E mecheu em seus olhos e estendeu sua mão em minha direção e continha tinha duas lentes.Olhei um pouco surpreso e logo observei seu rosto.Ela ainda se mantia de olhos fechados como se estivesse tomando coragem.E assim que ela abriu os olhos pude ver sua verdadeira cor.Eles eram como Christine havia descrevido.Eu simplismente não sabia o que dizer era tudo tão estranho.Vampiros não deveriam existir.


Kate....
Dava pra ver pela expressão em seu rosto que ele estava confuso.Eu entendia.
_Eles não deviam mesmo existir._Eu ri de sua expressão assustada.
_Como..?
_Como posso saber o que você pensou?_Ele apenas assentiu._Posso ver o que pensa.
_Uau.Isso é..é estranho.Nossa, não vou poder elogiar nenhuma garota mentalmente perto da minha namorada._Sorri ao ouvi-lo dizer namorada.Qualquer outro sairia correndo.
_Não vai mesmo._Ele se sentou outra vez na pedra e me puxou para que eu me sentasse ao seu lado.
_Me explica um coisa?
_Claro.
_A Emi e o Tyler também são?
_Sim e o John também é.
_AFF tinha que falar desse cara néh?_Eu me virei e o encarei.
_Ryan olha já que você já sabe a verdade.Bom o John não é meu primo ele é meu pai.
_Pai?_Ele fez uma cara muito engraçada, estava realmente confuso.
_È ele é meu pai.
_Bom, menos um pra me preocupar._Eu ri, como ele fazia piadas em uma situação dessas.
_Bobo._Dei um tapa em seu ombro.
_Vem._Ele me puxou em direção a uma arvore.Ele se sentou e se encostou na arvore e eu me sentei no meio de suas pernas.
_Me conta.Quero saber de tudo.
_Sobre o que extamente quer saber?
_Sobre tudo.Quer dizer que você foi amiga da tal Christine e seu nome é Katherine?
_Sim.Christine era uma otima amiga mesmo tendo vivido em um tempo muito dificil.E Katherine era o nome preferido de minha mãe.Bom vou resumi pra você.Eu nasci a muito tempo aqui mesmo em São Francisco minha mãe morreu quando eu era bem nova.Meu pai sempre foi do tipo que viaja muito e a Emi é minha segunda mãe, minha protetora.Nós conhecemos o Tyler quando fomos pra Ohio.Desde então nós somos melhores amigos.E a 50 anos atras eu conheci uma garota chamada Samantha ela foi uma grande amiga.Mais um dia a Emi não se controlou e a transformou e desde então ela me odeia por ter estragado sua vida.E bom esses 50 anos se passaram e agora eu to aqui com a pessoa que eu mais amo nessa odiavel vida._Ele riu.
_Me responde uma coisa como você conhece aquele tal Oliver?Ele também é um vampiro?
_Sim, ele é.A familia do Oliver é muito respeitada pelos vampiros.E bom todos conhecem a familia Moore.Oliver era meu amigo , mais isso acabou depois que Dan Moore quis juntas as linhagens dos Moore com os Watson.Ou seja ele queria me casar com Oliver.Meu pai ate concordou disse que poderia ser uma boa ideia.Mais eu o recusei, não poderia aceitar.Depois disso Oliver passou me odiar.
_Não entendi.Ele foi contra a esse casamento não foi?
_Não.Ele queria mesmo que nos casassemos ele disse que me amava.Por isso agora ele me odeia.Não só ele, Dan Moore tem um odio mortal por mim.Ele arracaria minha cabeça se pudesse.
_E estando comigo você ta dando a ele essa chance não éh?
_È.
Eu me aconcheguei em seus braços e ele me abraçou mais forte.
_Nada, nem niguém vai me separar de você.Nem mesmo Dan Moore.
_Eu te amo Kate.Muito mesmo.
_Eu também te amo.




Mary...
O baile estava sendo incrivel.Estava me divertindo muito com o John, ele me levou pra casa.Sugeri que ele entrasse.Eu não sabia direito o que estava fazendo já que havia bebido um pouquinho a mais na festa.Nós entramos e eu o levei ate meu quarto.Ele ficou parado perto da porta, como se a qualquer instante fosse correr.Eu me aproximei e o beijei.O levei em direção a cama e comecei a desabotuar sua camisa.Sorri quando ele começou a abrir o meu vestido.Ele acariciava meu corpo, sua mão estava gelada o que me fazia ter arrepios.Ele beijava o meu pescoço dando leves mordidas.Logo depois penetrou em mim com força me fazendo soltar um uivo de dor.E logo depois meus gemidos se tornaram de puro prazer.Logo cheguei ao climax e meu corpo estava totalmente relaxado.Ele se deitou e eu me ''joguei'' em cima dele o abraçando com força.Aquela tinha sido a minha primeira vez.Pensando nisso logo adormeci.
Quando acordei não tinha ninguém ao meu lado.Levantei de pressa eu estava desperada ele tinha foi embora e nem me acordou pra se despedir? Será que pra ele foi só uma transa? Será que não significou nada? Olhei pro lado da cama e encontrei sua camisa.Vesti ela e fui em direção a sala.Quando cheguei na cozinha encontrei....




Ta aí o cap....
Espero que gostem muito...
Acho que to sem criatividade se alguém quizer dar criticas, elogios ou ideias...Postem aí no coment's...
Ficarei muito feliz...
Beijo amo vocês minhas florzinhas...*---*

Um comentário:

  1. Ta d++++++++++++++++++++++++++++++++++
    AMEIIIIIIIIIII
    P
    O
    S
    T
    A

    L
    O
    G
    O

    !
    !
    !

    BEIJONAS!!!

    ResponderExcluir

Quer me deixar feliz*---*?...Comenta aí..