domingo, 6 de novembro de 2011

Capitulo 35

_Sabia que você a encontraria filho.Nunca me desepcionou, ao contrario da Julie que sempre soube onde ela estava._Meu pai disse enquanto andava em nossa direção.Pude ver os olhos da Kate lacrimejarem, podia sentir sua dor atraves de seus olhos.
_Kate eu..._Tentei explicar, eu queria poder dizer que eu não fiz aquilo.Ela balançou a cabeça deixando que as lagrimas descessem.
_Então querida Kate, pelo visto seu bebê já nasceu e eu gostaria muito de ve-lo.
_Eu não vou deixar que chegue perto da minha filha Dan.Não vou permitir que faça mal a ela._Então ele balançou a cabeça e dois deles vieram na direção da Kate mais antes que pudessem tocar em um unico fio do cabelo dela eu os arremecei longe.A puxei fazendo com que ficasse atrás de mim.
_O que você está fazendo Oliver?_Meu pai perguntou incredulo.
_Não vou deixar que a machuque.Se você não percebeu você não pode passar a vida toda controlando a vida dos outros.
_Acho que é você que ainda não percebeu, eu sou Dan Moore.Os Moores sempre estiveram no comando e é assim que vai ser pra sempre.
_Chega pai, você não pode destruir a vida de alguém só porque essa pessoa não fez o que você queria.
_Não me diga o que fazer Oliver._Ele me encarava serio, e em seus olhos eu via raiva, odio, rancor.Ele se aproximou e esticou a mão._A entregue agora Oliver._Pude sentir a respiração da Kate que batia em minhas costas ficar cada vez mais pesada.
_Não.
_O que?_Ele disse entre dentes.
_Não._Seus olhos estavam vermelhos, sua raiva era tão grande que poderia ser tocada por algo solido.Ele veio em minha direção e me arremessou contra uma arvore.Pude ouvir a Kate gritar, seu desespero aparente, seu medo.Então outros dois vieram e seguraram meus braços.Enquanto outro segurava a Kate que se debatia e gritava desesperada.Meu pai se aproximou e deu um sorrisso ironico.
_Eu vou te mostrar que ninguém atrapalha os planos de Dan Moore._Ele disse enquanto segurava meu rosto com suas duas mãos, então esse seria meu grande fim?Morto pelo meu pai?




Kate....


Senti o desespero tomar conta do meu corpo, meu coração estava disparado.Dan não faria isso, ele não poderia.
_Solta ele Dan._Gritei tentando faze-lo parar.
_Por que eu faria isso?_Ele disse enquanto se virava pra me encarar.
_È a mim que você quer, solta o Oliver.
_Proposta irrecusavel, mais não._Ele se virou outra vez na direção do Oliver.Segurou seu rosto com suas mãos e sussurrou algo que não entendi muito bem, e não fazia diferença agora.E depois simplesmente torceu seu pescoço.Soltei um grito de horror, me debati fazendo com que o cara que estava me segurando voasse e batesse em uma arvore.Fui correndo em sua direção e o abracei.
_OLIVER.Oliver, NÃÃÃOO.Não, não, Oliver._Senti o odio invadir meu corpo, minha respiração cada vez mais pesada, me virei encontrando o Dan parado com um sorrisso sarcastico.Me levantei e fui em sua direção, mais antes que pudesse encostar nele, ele me arremessou longe e tudo simplesmente escurou.

Quando acordei eu estava deitada ao lado de uma arvore, olhei em volta e estava escuro demais pra ver alguma coisa.Minha cabeça latejava, me levantei e fui andando ate que encontrei o Oliver jogado no chão.Derrepente tudo que havia acontecido voltou como um flash em minha cabeça, me senti tonta.Abaixei ao seu lado e deixei que as lagrimas escorressem, meu mundo estava desabando em cima de mim e eu não sabia o que fazer.Eu precisava ver a Mellanie e a Julie, precisava saber se elas estavam bem, mais eu não podia deixa-lo ali.

Passei a noite deitada ao lado do Oliver, eu encarava seu rosto, esperando que ele desse aquele sorrisso que me fazia sentir segurança e proteção.Mais isso não ia acontecer.Quando já estava de manhã decidi ir ate o hotel a Julie deveria estar preocupada e além do mais ela precisa saber o que aconteceu.Enquanto eu andava pela rua indo em direção ao hotel varias pessoas me encaravam, eu devia estar realmente pessima, mais eu não ligava pra isso.Na verdade a unica coisa que queria agora era tomar um bom banho e ver minha filha.Assim que entrei no hotel a Julie estava na recepção atendendo um cliente, decidi ir direto pro quarto eu precisava ver minha filha primeiro.Quando entrei no quarto logo vi minha pequenina brincando no berço, senti uma paz preencher o vazio que estava dentro de mim.A peguei no colo e ela sorriu, sorri de volta.Depois fui tomar um banho e depois de me arrumar liguei pra recepção eu precisava falar com a Julie.Algum tempo depois a Julie entrou no quarto.
_Aonde você passou a noite? Fiquei preocupada.
_Julie eu preciso te contar uma coisa...Na verdade eu não sei como dizer isso._Meus olhos já estavam transbordando em lagrimas.
_O que aconteceu?_Ela me perguntou preocupada.
_Você pode ir comigo ate a floresta?
_Claro.
Deixei a Mell brincando no berço não queria que ela visse aquilo.Nós fomos em silêncio ate a floresta, mais mesmo com o silêncio eu sabia que ela estava preocupada, sabia que seus pensamentos estavam a mil.Assim que chegamos ela me encarou um pouco seria.
_Então o que você queria me dizer?_Eu apenas me virei e olhei na direção de onde estava o Oliver, ela seguiu meu olhar e quando enxergou o Oliver seus olhos simplesmente mudaram de cor.Uma nuvem embaçando seus pensamentos, eu podia sentir.
_Oliver?_Ela sussurrou.






Ta aí o capitulo espero que gostem.......
Beijoe..

Um comentário:

  1. OMG!!!
    Coitado do Oliver!Odeio o Dan,ele é idiota,imbecil,tonto,etc.
    Coitada da Kate e de mim kk
    Amei o cap.
    A comenta la no meu blog please!
    Posta logo!!!
    Bjs!!!

    ResponderExcluir

Quer me deixar feliz*---*?...Comenta aí..