sábado, 17 de novembro de 2012

Capitulo 69

Kate....


Assim que acordei fui em direção à floresta como eu sabia que o Nate faria. Fiquei ali mais uma vez, apenas os observando como havia feito antes.Eu tinha que fazer algo para separa-los por mais que isso fosse machucar o Nate eu tinha que fazer.Então depois de algum tempo os observando fui em direção ao "clã" dos lobisomens.Logo que cheguei fui recebida pelo Mark.
_Kate o que faz aqui?_Ele perguntou surpreso.
_Eu preciso falar com o Dereck.
_Com o Dereck? O que você tem pra falar com ele? Não sei se você lembra mas o Dereck detesta vampiros.
_É, eu me lembro sim. Mas eu preciso falar com ele.
_Tudo bem.Você quem sabe ele deve estar com as crianças nos fundos da casa._Ele disse enquanto apontava o local com a cabeça.
_Obrigado._Ele respondeu apenas com um aseno e saiu.Fui em direção aos fundos da casa e encontrei o Dereck com algumas crianças.Elas estavam sentadas enquanto o Dereck dizia alguma coisa mas parou de falar assim que me viu.
_Por hoje é só crianças.Por que vocês não vão pra cozinhar ajudar Lisa com o almoço?_As crianças concordaram e saíram correndo enquanto conversavam animadas.Ele apenas me encarou serio._O que faz aqui?
_Vim falar com você.
_E o que seria?_Ele me olhou desinteressado.
_É sobre sua filha.Amber._Sua expressão mudou assim que me ouviu falar sobre a Amber.Ele pareceu ficar furioso por eu ter mencionado o nome de sua filha.Então veio em minha direção e empurrou contra a parede enquanto apertava meu pescoço.
_O que você tem pra falar sobre a minha filha?_Ele rosnou enquanto apertava cada vez mais forte o meu pescoço.
_Calminha aí vira lata._Coloquei minhas mãos sobre seu peito tentando o empurrar.Então ele segurou minhas mãos e as encostou na parede apertando meus pulsos.
_Fala.Agora._Ele disse entre dentes.
_Tudo bem.Vou ser direta, sua filha está tendo um "caso" com um vampiro._Ele me olhou incrédulo e soltou meus pulsos.
_Isso é algum tipo de brincadeira? Não pode está falando serio.
_Na verdade estou falando serio sim._Então seu olhar se tornou irônico.
_E eu posso saber como você soube?
_Eu os juntos vi na floresta.
_E porque eu acreditaria em você?_Sua expressão estava outra vez seria.
_Porque eu quero que você os separe.
_Digamos que essa historia seja verdade._Ele disse enquanto se aproximava outra vez e segurava meu pescoço._Por que você quer que eu os separe?
_Porque ele é meu filho._Ele pareceu tentar "digerir" a historia por um tempo.
_Minha filha nunca teria um caso com um vampiro isso vai contra as nossas regras._Ele disse enquanto se afastava._Vá embora daqui e não volte.
_Você que sabe Dereck só não diga que eu não lhe avisei quando a historia se repetir._Disse enquanto me virava para ir embora.Mas antes que eu pudesse dar mais passo senti sua mão em meu ombro me segurando.
_Do que está falando?_Ele disse enquanto eu me virava para encara-lo.
_Acho que você lembra do que aconteceu com a Alex.Na verdade você deve conhecer essa historia melhor do que eu.
_Como pode ter certeza que algo assim pode acontecer? Como eu disse minha filha nunca se envolveria com um vampiro.
_Você deve saber que eu posso ver o futuro não é?
_Então você viu isso?_Ele me encarou agora realmente preocupado eu apenas assenti._E por que está me contando isso?
_Porque eu não quero que isso aconteça.
_Por que?
_Porque haveria uma guerra, e meu filho morreria.
_O que faremos?
_Eu não sei mas precisamos agir rápido.



Nate...

Eu estava encostado em uma arvore com a Amber do meu lado enquanto olhávamos o sol que estava se pondo.A abracei de lado a puxando mais pra perto de mim. Sentido seu doce cheiro, sentindo seu calor.Tudo parecia tão perfeito agora.Ali.Com ela.Eu não precisava de mais nada.
_Nate._Ouvi sua voz me chamar e a olhei de lado.
_O que foi?
_Eu estava pensando.Eu sou uma lobisomem e você um vampiro como...como isso poderia dar certo? Estamos quebrando umas das regras mais importantes para os lobisomens.O relacionamento com vampiros.Eu nem sei como eles deixam que o tio Jeremy seja amigo de uma vampira.Meu pai me mataria se soubesse.
_Eu não me importo com que eles pensam.Eu te amo e ninguém vai me separar de você.Ninguém.Ouviu?_Eu disse enquanto segurava seu rosto.O aproximando mais do meu.Ela apenas assentiu.
_É só que eu tenho medo Nate.Eu te amo tanto._Ela sussurrou, sua expressão era de dor.
_Vai ficar tudo bem.Eu prometo._A puxei mais pra mim selando nossos lábios.Eu a amo e não deixaria nada nos separar.Terminamos nosso beijo com selinhos.
_Eu te amo._Eu disse enquanto encostava nossas testas.
_Eu também te amo.




Kate....

Enquanto eu voltava para casa eu me perguntava se o que eu estava fazendo era mesmo certo.Eu poderia simplesmente contar ao Nate e apoiar seu relacionamento com a Amber os ajudando.Mas a parte egoísta em mim sabia que talvez isso não funcionasse e eu não estava disposta a perder meu filho. Chegando em casa fui em direção ao quarto peguei uma roupa e fui ao banheiro.Assim que saí do banheiro encontrei o Ryan sentado na cama me encarando serio.
_Aconteceu alguma coisa?_Eu perguntei olhando sua expressão seria.






VOLTEI!!! Como vocês estão hein??? Eu sei que sumi mas agora to  de volta....Espero que gostem do capitulo...E eu tava pensando que tal uma maratona hein??? Se vocês quiserem eu faço a maratona segunda-feira a noite....Comentem aí e me digam o que acham...
Beijos..


domingo, 2 de setembro de 2012

Capitulo 68




#Nate


Como é possível ter sentimentos quando seu coração nem mesmo bate? Me fiz aquela pergunta mais uma vez enquanto caminhava em direção a floresta.Mas eu não encontrei uma resposta coerente e sensata, pra falar a verdade não existe nada na minha vida que seja sensato.
_Nate?
Me virei ao ouvir aquela doce voz chamando meu nome e foi só olhar em seus olhos pra sentir outra vez todas as aquelas coisas que aconteciam comigo sempre que eu a via.
_Pensei que não viesse._Ela disse com um sorriso tímido no rosto
_Por que eu não viria?
_Nada, esquece.Então o que vamos fazer?
_Vem comigo, quero te mostrar um lugar. _Segurei sua mão e comecei a andar.
_Pra onde vamos?_Ela perguntou curiosa.       
_Você já vai saber.
Andamos em silêncio por alguns minutos ate chegarmos á cachoeira.Ela soltou minha mão e andou em direção a água.
_Aqui é lindo Nate._Ela disse enquanto se abaixava e passava as mãos pela água.
_É sim._Eu disse enquanto a encarava então ela me olhou e sorriu.Depois de um tempo observando as águas ela se levantou e veio em direção.
_Obrigada por me trazer aqui, é lindo._Me aproximei mais juntando nossos corpos.
_Não mais do que você._Ela deu um sorriso tímido e tentou se afastar mas eu a apertei mais contra mim.
_Nate...Por favor._Ela sussurrou contra meu peito.
_Por favor.O que?_E quando ela não respondeu eu simplesmente aproximei mais meu rosto do seu e a beijei.Eu não sabia realmente o que estava fazendo mas eu gostava da sensação de ter seu corpo colado ao meu me fazendo desejar mais e mais.



Kate...

Eu estava parada ao lado de uma arvore enquanto observava o Nate e a “garota lobo”.As coisas estavam acontecendo mais rápido do que imaginava e isso me assustava.
_Uma cena linda não acha?_Uma voz disse atrás de mim.Me virei e encontrei o Matt encostado em uma arvore com um sorriso debochado.
_Talvez, mas não vai durar muito tempo.O que ta fazendo aqui?
_Só observando o espetáculo, antes que chegue ao fim.O que você acha que os lobos fariam se os vissem agora?
_Tenho certeza de que você já sabe a resposta.
_Talvez.Mas me diz você Kate, o que vai fazer?
_Salvar o meu filho.
_Eu não contaria com isso se fosse você._Ele zombou.
_Porque não Matt? Acha que eu não seria capaz?
_Talvez seja mas duvido que faça alguma diferença no final.O seu filho vai morrer e eu vou conseguir o que eu quero.
_Isso é o que você acha.
_Não Kate, isso é o que vai acontecer.E você não pode fazer nada pra mudar isso.
_É o que nós vamos ver._Eu disse antes de me virar pra sair.Ela estava errado se achava que ia deixar aquela maldita visão ser tornar real.Eu já havia mudado uma visão e eu ia fazer de novo.



Nate...

Já era noite quando eu voltei pra casa, assim que entrei na sala encontrei minha mãe andando de um lado pro outro.
_Ta tudo bem mãe?_Ela parou de andar e me olhou sorrindo.
_Claro querido.
_Cadê o papai e a Mell?
_A Mell saiu com o Jake e o Ryan ta no quarto.
_Nem sei porque eu perguntei._Eu disse enquanto revirava os olhos e minha mãe ria._Bom, eu vou pro meu quarto.
_Nate._Eu já estava subindo a escada quando ela me chamou.Me virei pra olha-la.
_O que foi?
_Você ta feliz não é? Quero dizer, você ta feliz com sua vida agora não é?
_Claro mãe, por quê?
_Por nada querido não é nada._Pude ver em seus olhos que ela tava triste mas eu não conseguia entender o por que.Me virei e fui pro meu quart, depois de um banho me joguei na cama e fiquei encarando o teto por um tempo.
É engraçado como pequenas coisas podem mudar sua perceptiva de vida.A alguns dias atrás eu não ligava pra vida e odiava o fato de saber que viveria pra sempre e de repente ela apareceu me fazendo querer continuar vivendo.




 Bom meninas ta aí o capitulo...Eu sei que tenho demorado pra postar mas é que eu to cheia de problemas..Tanto em casa como na escola então já viram néh?? Espero que entedam e gostem do capitulo...Beijos.

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Capitulo 67

Dedicado a Aillinha, minha fofa (intimidade..hihi) por ser SUPER fofa nos comentarios..Sério meu ego preenche minha casa inteira quando eu leio os comentarios da Aillinha...hihi
Dedicado também a Jenny que voltou....Depois de MUITOS meses..hihi..Fez muita falta Lindona..



#Nate


Depois de acordar e me arrumar decidi sair já que não havia nada pra fazer em casa.Fui em direção a floresta e tudo parecia tão calmo.Andei durante um tempo ate avistei uma garota parada no meio da floresta, achei curioso ela estar sozinha ali então me aproximei, pensei dizer alguma coisa mas não consegui.Então apenas fiquei ali observando a garota de cabelos longos parada um pouco a minha frente que encarava o céu.E quando ela se virou fazendo com que nossos olhares se encontrassem o mundo em minha volta parou e nada mais me importava há não ser aqueles olhos.Não sei por quanto tempo fiquei ali parado olhando em seus olhos ate que ela virou o rosto desviando o olhar.
_Oi._Eu disse me aproximando.Ela me olhou outra vez.
_Oi._Ela disse sorrindo.
_Eu sou o Nate._Disse enquanto estendia minha mão em sua direção.E quando ela apertou minha mão senti uma corrente eletrica passando por meu corpo.
_Eu sou Amber.
_Desculpa eu não queria te atrapalhar mas eu ti vi e fiquei me perguntando por que você estaria aqui sozinha olhando pro nada._Então ela riu.
_Eu devia ta parecendo uma doida, ainda bem que não me viu conversando sozinha._Ela riu mais ainda do seu próprio comentário e não evitar rir também.
_Não, não parecia uma doida.Então o que tava fazendo aqui?
_Só respirando um pouco de ar fresco, o clima lá de casa não anda muito bem.
_Entendo.
_E você o faz aqui?
_Só pensando na vida.
Ficamos ali durante bastante tempo e acabei descobrindo que ela era filha do Dereck, ou seja, uma lobisomem.Rimos quando eu disse que era uma vampiro e pensei o que o Matt faria se soubesse que a filha dele havia virado amiga de um vampiro.Bom, eu vi o Matt apenas uma vez e logo de cara eu havia percebido que o fato do Jeremy ser amigo da minha família não mudava sua opinião.Ele não gostava de vampiros.Fui pra casa pensando na Amber, ela era linda e encantadora.Assim que cheguei em casa fui direto pro quarto e naquela noite dormi com um sorriso no rosto.
Já estava de manhã quando eu me levantei, e depois de me arrumar desci e fui em direção a cozinha á encontrei minha mãe sentada no balcão.
_Oi mãe.
_Oi querido.Pelo visto teve bons sonhos ta com uma cara tão alegre.
_Na verdade eu to sim, dormi bem._Ela apenas sorriu antes de voltar a prestar atenção na janela.
_Cadê a Melanie?
_Saiu com o Jake.
_Papai não vai ficar nada feliz._Eu disse rindo.
_E não ficou mesmo nada contente, é como se a Mel fosse uma menininha e tivesse acabo de arrumar um namorado.
_E onde ele ta?
_Foi pra floresta caçar, foi tentar “manter a calma”._Rimos do nervosismo do meu pai.Era sempre assim quando se tratava da Melanie, nem parecia que ela e o Jake namoravam há anos.
_Bom, acho que vou sair também, dar uma volta.
_Como se você não fizesse isso todos os dias._Ela revirou os olhos.Apenas ri de sua ironia e sai.
Fui outra vez em direção a floresta com a esperança de encontrar a Amber e como se de algum jeito tudo estivesse trabalhando ao meu favor a encontrei sentada perto de uma arvore.Fui ate lá e me sentei ao lado recebendo um sorriso de “boas vindas”.
_Pensei que ia te encontrar aqui hoje._Ela disse me encarando.
_Pensei que se talvez eu viesse teria a sorte de te encontrar de novo.
_Então acho que nós dois tivemos sorte._Ela riu e mais uma vez não pude conter um sorrisinho.A risada dela era envolvente fazia você querer dar boas gargalhadas também.
E então passamos o resto do dia juntos conversando.E assim foram também as próximas semanas e cada vez mais próximos um do outro.Eu me sentia bem perto dela e tinha certeza que o mesmo também acontecia com ela.E todas as noites eu via seus olhos em meus sonhos e então descobri que eu podia mais pra escapar disso.



 Bom meninas ta aí o cap. espero que gostem.Espero que gostem bastante...Aí em baixo são soisinhas dos proximos capitulos pra deixar vocês mais curiosas..hihi..beijos..

Nate...
E um amor tão puro estava nascendo em minha vida de escuridão e tudo que eu queria era ela que apenas continuasse ali do meu lado.Pra sempre.
 Kate...
E durante todos aqueles anos eu tentei proteger o Nate do mundo lá fora.E eu estava indo bem ate que aquela garota apareceu mas ela não era uma garota qualquer.Eu podia sentir que seria ela a ruína e a salvação do Nate.

domingo, 29 de julho de 2012

Capitulo 66 - 3ºTemporada




# Nate


Observei através da janela o sol nascendo. Mais um dia. Algumas pessoas se sentem frustradas a cada dia que passa, pois quanto mais tempo passa menos tempo de vida. Já pra mime diferente a cada dia mais um dia pra eternidade. Nao é como se eu só reclamasse da vida, mas talvez você entenderia se estivesse no meu lugar. Nao é uma situação muito agradável, acredite em mim. Me levantei e fui lentamente ate o banheiro, depois de um banho rápido me vesti e fui em direção a sala.Onde encontrei meus pais conversando distraidamente.Eu gostava de como eles eram felizes e as vezes pareciam melhores amigos, gostava de como eles se entendiam.Eram sortudos por terem um ao outro e eu era feliz por ser filho deles.Passei por eles e fui em direção a cozinha, depois de me alimentar decidi sair.
Estava andando pelo parque observando as pessoas que estavam ali.Vi crianças brincando, casais de namorados e velhos amigos conversando.E de repente me imaginei vivendo uma vida normal com uma pessoa que eu amasse e outras baboseiras da vida dos humanos.”Porque os vampiros existiam afinal?” Durante tanto tempo eu tentei entender o motivo da nossa existência e porque não morríamos como os humanos.Alguns de nós gosta de saber que vivera pra sempre, mas não eu.Não havia motivo pra me fazer querer viver por tanto tempo.E mais uma vez eu me pergunto “Porque vampiros existem afinal?” Talvez seja um  tipo de castigo pelo erros cometidos nas vidas passadas ou qualquer coisa do tipo.Continuei caminhando durante um tempo, já estava escuro quando eu decidi voltar pra casa.
Assim que abri a porta dei de cara com a minha mãe que estava vindo em direção a porta.E quando me viu pareceu respirar aliviada, veio na minha direção e me abraçou.
_Ainda bem, você ta bem.Onde você estava nate? Me deixou preocupada._É eu sei minha mãe é super exagerada em relação a mim.Sempre foi assim desde que eu era pequeno.
_Mãe eu to bem, ta legal? Não sou mais uma criança, sei me cuidar.
_Tem razão.Desculpa.To ficando mesmo histérica._Ela riu de sua propria piada e me soltou.
_Concordo, tá cada dia mais esterica._Meu pai disse entrando na sala.Minha mãe o encarou seria, o fulizando com os olhos.È coitado dele.
_Como é que é Ryan?
_Eu só brincando com você meu amor._Ele disse enquanto a abraçava.
_Sei.
_Bom, eu vou pro quarto._Eu disse indo em direção a escada.
_Tudo bem.Boa noite, querido._Minha mãe disse sorrindo pra mim.
_Boa noite.
Me virei e fui em direção ao meu quarto, me joguei na cama e fiquei ali encarando teto.Depois de um tempo adormeci...



#Kate

Estava deitada na cam ao lado do Ryan, encarando o teto é engraçado como tudo tem estado muito normal desde que o Nate nasceu.E as vezes me pergunto até onde toda essa normalidade vai nos levar.Mas sinto que o caminho que tomamos não é tão facil quanto parecia ser.E isso me dá medo porque sinto que não posso fazer nada pra impedir que algo ruim aconteça com o Nate.Desde que o Nate nasceu eu venho o protegendo do mundo lá fora e sinto que agora eu não posso mais fazer isso porque o Nate cresceu e já não tenho mais o controle da situação.Esse pensamento me fez estremecer e o Ryan percebeu e me apertou mais contra si.
_O que foi amor?_Ele sussurrou em meu ouvido.
_Nada.
_Nada?_Ele me apertou mais e começou a beijar o meu pescoço.
_È, nada.
_Sei.
Ficamos assim durante um tempo apenas conversando e logo depois dormimos.
E naquela noite eu tive outra vez aquele sonho.O Nate caido no chão sangrando, é horrivel.E aquela garota ao lado do dele, eu sinto que aquela guerra que eu vejo na minha visão tem alguma coisa a ver com ela.E eu simplesmente não sei o que fazer pra salva-lo....



Bom gente ta aí o cap. depois de um século néh? hihi....Espero que gostem eu sei tá mini mas prometo postar outro amanhã e muito obrigada pelos comentarios da sinopse....
Beijos..

segunda-feira, 11 de junho de 2012

Sinopse - 3º Temporada





Kate...


Tudo tem estado muito normal desde que o Nate nasceu.E as vezes me pergunto até onde toda essa normalidade vai nos levar.Mas sinto que o caminho que tomamos não é tão facil quanto parecia ser.






Nate...

E durante tanto tempo eu tentei entender o motivo da nossa existencia.Alguns de nós gostam de saber que viverá pra sempre mas não eu.Não havia motivo pra me fazer querer viver por tanto tempo assim...

Fiquei ali observando a garota de cabelos longos parada um pouco a minha frente que encarava o céu.E quando ela se virou fazendo com que nossos olhares se encontrassem o mundo em minha volta parou e nada mais me importava há não ser aqueles olhos...

E então eu percebi que bem ali na minha frente estava o motivo que me fazia querer continuar vivendo...

quinta-feira, 7 de junho de 2012

Capitulo 65 - *Ultimo*





Ryan...

Senti meu coração acelerar quando a vi cair, seu rosto estava pálido e sua respiração parecia haver cessado. Corri em sua direção e me abaixei ao seu lado.
_Kate. Não Kate.
_O que houve?_O cara que estava de ”vigia” entrou vindo em nossa direção. O Jeremy o empurrou fazendo com que batesse contra a parede o deixando desmaiado. O Olhei confuso.
_Anda pega ela, precisamos sair daqui._ A peguei no colo como ele havia dito e saímos da sala. Assim que saímos de lá demos de cara com outros dois capangas, mas como da outra vez Jeremy deu conta deles. Andamos por um tempo e felizmente não encontramos ninguém. Assim que chegamos no bosque corremos ate chegarmos em casa, e quando entramos encontramos a Mell deitada no sofá adormecida. Passei direto indo em direção ao quarto levando a Kate. A deitei na cama e me sentei ao seu lado, pude ouvir o barulho da porta sendo aberta então a Mell veio correndo em nossa direção.
_Pai._Ela correu ate a mim e me abraçou. Senti suas lagrimas molharem meu ombro._Fiquei com tanto medo de que acontecesse alguma coisa com você ou com a mamãe.
_Mell._Eu há afastei um pouco pra olhá-la.
_O que foi?_Ela perguntou confusa, e quando ela olhou pra Kate parecia ter entendido._O que aconteceu com ela?
_Mell olha..._Ela me interrompeu.
_Não. Mãe, mãe acorda._ Ela a balançou._Mãe acorda. Mãe._Suas lagrimas desciam livremente pelo seu rosto e senti meu coração apertar ao ver aquilo. Era tudo culpa minha. Olhar pra Kate ali deitada sem vida, pensar que eu nunca mais veria o brilho dos seus olhos.
_Kate._Ouvimos o John dizer assim que passou pela porta. Ele nos encarou por um segundo e depois se virou para olhar sua filha._Não.
_Pai você tem fazer alguma coisa ela não pode... Não pode nos deixar._ Me aproximei e a abracei tentando amenizar a dor. Mas no fundo eu sabia que a dor continuaria ali. Pra sempre.

MESES DEPOIS
Entrei em casa encontrando a Mell sentada no sofá.
_Oi pai.
_Oi Mell._ Fui a sua direção e dei um beijo em sua testa.
_Oi Ryan._Jake disse descendo as escadas e vindo a nossa direção._ Vamos Mell?
_Aonde vocês vão?_Eu os encarei serio.
_Sair papai, vamos sair. E não se preocupe o Nate vai junto._Disse apontando para o Nate que estava quieto sentado no sofá. Fui ate ele e o peguei no colo.
_Como está pequeno Nate?_Ele apenas deu um sorrisinho tímido, dei um beijinho em sua bochecha e ele riu.
_Vamos Nate._Ela o pegou do meu colo e se direcionou a porta._ Dê tchau ao papai._Então ele apenas acenou. E logo depois eles se foram e eu continuei ali olhando a porta, a casa estava silenciosa. Ficava assim toda vez que o Nate saía. John e os outros haviam ido embora depois que toda aquela confusão. As coisas pareciam normais agora. Balancei a cabeça esquecendo aqueles pensamentos e fui ate o quarto. Deitei na cama encarando o teto e permaneci ali, apenas olhando o teto e esquecendo tudo. Ate que ouço o barulho da porta sendo aberta, me virei pra olhar e a encontrei saindo do banheiro enrolada na toalha, tão linda, tão minha. Fui ate ela e a joguei na cama me deitando por cima. Ela apenas riu.
_RYAN._Disse enquanto dava um tapa em meu braço.Fiquei a olhando por um tempo enquanto acariciava seu cabelo._O que foi Ryan?
_As vezes é dificil de acreditar que você tá aqui comigo.Pensei que havia te perdido naquele dia.




Flashback On




_Mell._Eu há afastei um pouco pra olhá-la.
_O que foi?_Ela perguntou confusa, e quando ela olhou pra Kate parecia ter entendido._O que aconteceu com ela?
_Mell olha..._Ela me interrompeu.
_Não. Mãe, mãe acorda._ Ela a balançou._Mãe acorda. Mãe._Suas lagrimas desciam livremente pelo seu rosto e senti meu coração apertar ao ver aquilo. Era tudo culpa minha. Olhar pra Kate ali deitada sem vida, pensar que eu nunca mais veria o brilho dos seus olhos.
_Kate._Ouvimos o John dizer assim que passou pela porta. Ele nos encarou por um segundo e depois se virou para olhar sua filha._Não.
_Pai você tem fazer alguma coisa ela não pode... Não pode nos deixar._ Me aproximei e a abracei tentando amenizar a dor. Mas no fundo eu sabia que a dor continuaria ali. Pra sempre.
_Ela não vai nos abandonar filha. De algum jeito não vai nos abandonar._Poderia parecer estupido ou muito humano, mas no fundo eu sabia que ela permaneceria ali pra sempre.
_Não vou mesmo._Senti um arrepio ao ouvir aquela voz sussurrar, me virei e encarei a Kate mais uma vez.Ela parecia estar do mesmo jeito mas aquele sorriso timido não estava ali antes e eu não poderia estar imaginando isso.
_Kate?_Me aproximei mais e senti meu coração parar de repente quando ela abriu os olhos.
_Não penso mesmo que eu fosse deixar vocês não é?_Ela perguntou sorrindo.


Flashback Off


_Não vai me perder nunca._Ela disse enquanto envolvia seus braços em meu pescoço me abraçando.
_Eu só não entendo como aquilo aconteceu, você parecia estar realmente morta.
_Talvez eu estivesse mesmo morta, não sei explicar.Sei que foi o Matt quez aquilo e o agradeço por isso não teriamos saido de lá se não fosse ele. Mas tenho certeza que ele não faria isso só por que queria nos ajudar.
_Então porque ele faria Kate? O que ele ganharia com isso?
_Eu não sei o que é, mas sinto que tem algo a ver com o Nate.
_Com o Nate?
_Talvez eu esteja errada, mas algo dentro de mim..._Ela se interrompeu e me abraçou.
_Kate não vai acontecer nada com o Nate, eu prometo.
Ela me puxou mais pra si colando nossos corpos, começou a distribuir beijos pelo meu pescoço.
_Eu te amo tanto Ryan.
_Também te amo._Minutos depois minhas roupas e sua toalha já estavam jogados no chão.
Então enquanto sentia seu corpo colado ao meu o mundo tornou-se uma massa turva de sensações, onde sentimento e desejo eram os úncos sinais que podia seguir e onde nos sentia completos.Eu a amava e mais nada importava agora.






Meses atrás 


Matt...


Estava na sala sentado no sofá encarando a porta quando a Alex passou por ela como um furacão.Sua raiva era visivel e direcionada a mim pelo visto.
_O que pensa que ta fazendo Matt?
_Sobre o que querida?_Eeu sabia muito bem do que ela estava falando, mas eu adorava tira-la do serio.Ela veio em minha direção e começou a me socar, eu apenas ri.
_Seu estupido, você estragou os meus planos.Imbecil, estupido, sangue suga nojento._Ela continuou me socando e me xingando, seus olhos começaram a ficar escuros.Droga, isso era a ultima coisa que eu queria agora, que a Alex se transformasse.
_Alex chega._Eu segurei seus braços e a pressionei contra mim._Calma.
_EU NÃO QUERO FICAR CALMA._Ela gritou enquantou se debatia tentando se soltar.Senti sua pele ficar cada vez mais quente como ela se estivesse pegando fogo. Eu segurei seu rosto fazendo com que olhasse pra mim.
_Ei se acalma._Então sua respiração começou a voltar ao normal assim como seus olhos.
_Droga Matt eu não quero ficar calma.Quero quebrar seu pescoço._Ela disse num sussurro.
_Também te amo querida.
_Você devia ter feito isso.Não devia ter deixado eles escaparem._Ela disse se afastando._Não devia.
_Alex me diz qual foi a ultima vez que eu te decepcionei você hein? 
_Há uns minutos atrás quando eu soube que você deixou os três fugirem._Ela disse irritada.
_Eu não soltaria eles se não tivesse nada em mente.
_O que você ta pensando em fazer?_Ela me olhou seria.
_Eu nada, mais o Nate vai.
_Nate? Quem é Nate?_Ela me olhou confusa.
_O filho da Kate..._Ela me interrompeu.
_Que seria meu se você não tivesse a deixado escapar._Ela disse me fuzilando com os olhos.
_Ah não querida isso vai ser bem melhor. Vai conseguir sua vingança contra os lobsomens._A contei o que eu havia visto na visão da Kate.
_Isso é perfeito._Ela disse sorrindo.
_Eu sabia que ia gostar._Eu disse enquanto a abraçava._Vai gostar mais ainda quando acontecer.
_Mal posso esperar._Sorri ao ver o sorriso presunçoso em seu rosto.Finalmente iamos conseguir a nossa vingaça.



 



Bom meninas esse é o ultimo capitulo da 2 temporada...Espero que gostem muito mesmo..Amei todos os comentarios do cap. 64...Comentem bastante pra me deixar feliz hihi...Amanhã posto com certeza a sinopse da 3 temporada....
Beijos minhas lindas..




quinta-feira, 3 de maio de 2012

Capitulo 64

Kate....


Fiquei ali abraçada ao Ryan enquanto ele dizia que tudo ficaria bem.Mas será que as coisas ficariam mesmo bem? Eu já não tinha tanta certeza assim.
_O que você viu Kate?_O Ryan perguntou enquanto se afastava um pouco pra me olhar.
_Eu..._Então simplesmente abaixei a cabeça, eu não conseguia contar pra ele.
_Não quer me contar?_Eu apenas neguei com a cabeça._Tudo bem, não precisa me contar.Vem cá vem._Ele disse abrindo os braços, me aproximei e mergulhei em seus braços me sentido protegida._Vai ficar tudo bem._Ficamos assim por um tempo e logo adormeci.
Quando acordei ainda estava nos braços do Ryan, sorri involutariamente.Mas de repente aquela maldita cena do beijo com a Nicole tomou conta da minha mente me lembrando que eu o havia perdido.Me levantei e fui em direção á porta, olhei pelo pequeno vidro que havia ali e pude observar dois lobisomens que estavam do lado de fora nos vigiando.Eles me encaram e por um momento pensei em ter ouvido seus pensamentos mas foi só por um momento.Então eles simplesmente me ignoraram e voltaram a conversar, voltei a andar pela sala e a cada passo sentia mais medo.Não medo de estar ali ou de não sair dali, mas com medo do que vi.Da dor que senti quando ele fechou os olhos, quando sua vida havia acabado.
_Kate?_O Ryan chamou me tirando dos meus pensamentos.Seu rosto era tão fofo ao acordar, me aproximei e me sentei ao seu lado.Ele se aproximou mais e me abraçou forte e acho que isso era tudo que eu precisava.
_Ryan quero voltar pra casa, pra nossa familia._Ele acariciou meu cabelo.
_Eu também meu amor, eu também._Eu senti meu coração acelerar quando ele me chamou de amor.O olhei e ele deu um sorrisinho lindo enquanto se aproximava e logo selou nossos labios.Meus olhos fecharam como por vontade propria e eu não pude não corresponder.Sentia falta dos seus labios nos meus, suas mãos em minha cintura acariciando, me puxando mais pra perto.Ele terminou o beijo com alguns selinhos molhados.
_Eu te amo Kate.Amo muito e não posso viver sem você.Ninguém,  ninguém nunca vai fazer meu coração bater como quando eu estou com você.
_Seu coração não bate Ryan._Eu disse sorrindo.
_Tem razão ele não bate, não literalmente.Mas figurativamente falando._Sorri mais ainda e o abracei.
_Meu coração também bate forte por você, figurativamente falando._Sussurrei em seu ouvido.Ele se afastou um pouco pra me puxar e me beijar outra vez.
_Será que dá pra vocês pararem com a melação? Serio isso é muito chato._Nos separamos rapidamente e encaramos o Jeremy.
_Desculpa Jeremy.Foi mal._Eu disse dando um sorriso timido.
_Tudo bem._Ele sorriu e eu retribui._Será que hoje alguém vai lembrar que ainda estamos aqui?_Ele disse sarcastico.
_Espero que sim.








Mell...



Eu estava andando de lado para o outro na sala, esperando meu avô ou o Tyler entrarem por aquela porta trazendo alguma noticia.

_Mell senta ou vai fazer um buraco no chão._A Julie disse rindo.Engraçadinha.
_Eu preciso de noticias.Vou acabar enlouquecendo que droga.Porque não me deixam sair, preciso sair um pouco não aguento mais ficar nessa casa.
_Nem pensar mocinha, você sabe onde a Kate está e não é seguro.Precisamos esperar, vai dar tudo certo.
_Não você não entende Julie.Eu estava lá quando a levaram mas eu não fiz nada.Nada.Eu sou uma inutil._As lagrimas que eu segurei por tanto tempo agora desciam livremente pelo meu rosto.A Julie veio em minha direção e me abraçou._A culpa é minha Julie, é minha.Eu devia estar no lugar dela.
_Não fala uma coisa dessas Mell.A culpa não é sua e nós vamos arrumar um jeito de tirá-los de lá.Vai ficar tudo bem.
Fiquei ali chorando no colo da Julie ate que o sono me venceu.Me tirando de todos esses problemas por um tempo.

 
Kate...
Esperamos por horas, imaginando se alguém abriria aquela porta mas agora isso parecia quase impossivel.
Eu andava de um lado pro outro dentro daquela sala.A dor voltando fazendo minha cabeça girar.Eu andei ate a porta e a soquei mais como das outras vezes ela continuou intaquita.Nada aconteceu, olhei pelo vidro da porta e havia varios deles do lado de fora me vigiando.Eu não podia ler seus pensamentos, e talvez tenha sido inutil pensar nessa possibilidade.Olhei pro fundo da sala e lá estava o Ryan, sentado no chão com as costas viradas pra parede.Seus olhos virados pro nada, seus pensamentos a um km de distância.Eu apenas continuei a andar, tudo em mim gritava eu precisava sair dali.A dor estava cada vez estava mais forte, automaticamente minhas mãos foram parar em minha cabeça.Ryan olhou em minha direção e se levantou, foi ate a porta e a esmurrou mais nada acontecia, lá fora eles nem ao menos se mexiam.Pareciam estar paralisados, ate que pude ver aqueles olhos azuis atraves do vidro, eles me encaravam.Senti uma pontada no peito, e de repente tudo estava perdendo a cor, estava finalmente acabando.Logo minha visão escureceu e eu senti meu corpo bater no chão.Pude ouvir vozes, mais elas estavam longe e confusas e talvez esse era mesmo o fim.






Bom meninas ta aí o capitulo espero que gostem e comentem bastante.A 2º temporada está acabando....E eu pretendo fazer a 3º temporada e na minha opinião é a melhor das três.Porque na 1º e 2º temporada fala mais sobre a Kate e o Ryan mas na 3º vai ser mais sobre o filho da Kate, o Nate como vocês viram na no ultimo capitulo....Eu to mega anciosa pra começar a 3º temporada e tenho certeza que vocês amar...
 Julie preciso mega da sua opinião pra foto da 3º temporada e uma possivel fic que eu pretendo fazer.Eu já escrevi a sinopse e tal mas queria a sua opinião....Me add no msn preciso mega da sua ajuda...Msn->Jessy_doidinha@hotmail.com......
Beijos minhas Gatas...
 

segunda-feira, 30 de abril de 2012

Capitulo 63

Kate.....


Acordei sentindo alguém fazendo carinho em meu rosto.Abri os olhos e o encarei, Ryan, sua expressão era vazia.Gostaria de saber o que ele estava pensamento.
_Você está bem?_Ele perguntou baixinho me tirando de meus pensamentos.
_Sim._Me levantei e comecei a andar pela sala._Como você tá?
_To bem._Conitnuei a andar pela sala, Droga eu não contei pra ele sobre o bebê.Eu deveria contar não é?Ele tinha o direito de saber.Não, ele não precisa saber pelo menos não agora.Senti seus braços fortes em minha cintura me segurando forte.
_Ryan...
_Shhh...Fiquei com tanto medo de que acontecesse alguma coisa com você._Então ele simplesmente me abraçou._Me desculpa Kate, a culpa de tudo isso é minha.Se estamos aqui agora a culpa é toda minha._Envolvi meus braços no seu pescoço acariciando seu cabelo.
_Não é sua culpa Ryan.Vai ficar tudo bem, vamos sair daqui._Ele se afastou um pouco e me olhou nos olhos.
_Kate eu..._Eu o interrompi.
_Já disse que tá tudo bem Ryan._Me afastei já sabendo sobre o que ele começaria falar, e eu não quero ter que desculpa-lo por ter-la beijado.Não agora.Jeremy estava sentado em um canto nos observando.
_Então o que fazemos agora?_O Tyler perguntou nos encarando.
_Esperamos._Eu disse enquanto me sentava na mesa.
_Esperamos o que? Um milagre? Um santo guardião dos vampiros e lobisomens?_O olhei irritada, poxa a culpa era minha se estavamos presos.
_Eu não sei tá legal.Não é minha culpa se estamos aqui.
_Tudo bem, desculpe.Sei que não é sua culpa.Mas precisamos fazer alguma coisa pra sair daqui.
_Sei disso.Também quero sair daqui.
_Olha acho que a unica coisa que podemos fazer agora é esperar.Alguma hora eles vão ter que abrir aquela porta._O Ryan disse olhando pra porta.
_Nos alimentar.
_O que?_Eles disseram em coro.
_Vão precisar nos alimentar, e pra isso precisam abrir a porta._Sorri esperançosa, iamos sair dali.Alguma coisa dentro de mim me dizia isso.
Já haviam se passado horas e ninguém havia passado por aquela porta nem mesmo Alex ou Matt.Já estava ficando irritada com toda aquela situação.Andei de um lado pro outro na sala observando os meninos que estavam dormindo,e de repente pude ouvir seus pensamentos.Os pensamentos dos dois se misturando em minha mente com meus proprios pensamentos, tentei fazer com que parasse mas ficava cada vez mais forte.Minha cabeça começou a latejar e não consegui segurar um grito de dor.Os meninos acordaram assuatados e vieram em minha direção, mas quanto mais eles se aproximavam mais fortes ficavam seus pensamentos.
_NÃO CHEGUEM PERTO DE MIM._Eles pareceram ficar mais assustados e se afastaram um pouco.
_Kate o que tá acontecendo?_O Ryan perguntou preocupado.Mas eu não consegui responder.De repente eu já não estava mais ali.Estava em uma floresta parecia haver uma guerra ali.Lobisomens matando vampiros, vampiros arrancando pescoços de lobisomens.E no meio de toda aquela confusão algo me chamou atenção, um garoto caído no chão ensanguentado havia uma garota ao seu lado chorando e senti uma dor em meu coração o esmagando.
_NATE._Me ouvi gritando e quando percebi estava correndo em sua direção.Abaixei ao seu lado, o tirando do colo da menina e o puxando pro meu.
_Nate.Nate fala comigo._Lagrimas desciam cada vez mais rapidas em meu rosto.Ele abriu os olhos e sorriu quando me viu.
_Eu devia....devia ter escu....escutado você._Passei a mão pela sua face.
_Porque?
_Porque você.....você tinha razão, você sempre.... tem razão._Ele dizia quase num sussurro.
_Me desculpa querido eu devia ter o protegido._Eu não sabia por que estava dizendo aquilo, não sabia dizer o sentido daquelas desculpas mas eu só sabia precisava dize-las antes que fosse tarde demais.
_E você me protegeu e agora eu preciso que me prometa que vai proteger a..... e o meu filho.
_Não Nate, você mesmo vai proteger seu filho.Você vai ficar bem.
_Eu só preciso que prometa.
_Eu.....Eu prometo.
_Obrigada._Ele disse segurando minha mão que estava em seu rosto.
_Eu te amo Nate._Me aproximei e dei um beijo em sua testa.
_Eu também te amo mãe._O sorriso em seu rosto já não estava mais ali, tudo tinha acabado naquele momento.








Ryan....


Depois de um bom tempo esperando que alguém abrisse aquela porta eu acabei adormecendo.Estava tendo um sonho agitado, estava preso em um tipo de labirinto.Sendo perseguido, meu coração estava acelerado.
Acordei assustado quando ouvi um grito, me levantei e percebi que o grito era da Kate tentei me aproximara mas ela gritou pra nos afastassemos, perguntei o que estava acontecendo mas ela não respondeu.E de repente ela parou seus olhos cinzas ficaram totalmente pretos, seu rosto estava palido e antes que ela pudesse cair eu a segurei.
_O que tá acontecendo?_O Jeremy perguntou assustado.
_Tá tudo bem, é só uma visão.
_Mas ela vai ficar bem.
_Vai sim, só precisamos esperar um pouco.
Ficamos ali esperando ela acordar.O tempo parecia passar lentamente eu odiava a ver daquele jeito.Um tempo depois ela "acordou", sua expressão estava vazia e seus olhos molhados pelas lagrimas.Então ela simplesmente me abraçou deixando que as lagrimas molhassem meu ombro.Passei minha mão por seus cabelos sussurrando em seu ouvido que tudo ficaria bem.Mas agora eu já não tinha certeza se tudo ficaria mesmo bem. 





Bom meninas ta aí o capitulo espero que gostem muito....E comentem viu.....Beijokas..
 

sábado, 28 de abril de 2012

Capitulo 62

Kate.....


As horas paceriam não passar dentro daquela sala.Eu estava prestes a enlouquecer, minha mente estava a mil.Quando de repente a porta abre e dois caras vieram em minha direção, tentei me desviar mas eles conseguiram me segurar.Me debatia mas eles eram mais fortes do que eu, e um tempo depois a Alex entrou na sala acompanhada pelo Matt.
_O que tá acontecendo?O que vão fazer?_Eu perguntei assustada.
_Nada._Alex respndeu simplesmente.
_Então pra que tudo isso?
_Tenho uma surpresa pra você._Ele olhou pra porta e disse pra um cara alto que estava parado do lado da porta algo como tragam nossa surpresa.Minha garganta pareceu fechar quando eu vi a tal "surpresa",minha respiração estava ficando cada vez mais pesada.Jeremy e o Ryan, estavam machucados.Os jogaram no chão desacordados.
_RYAN...JEREMY. O QUE FIZERAM COM ELES?_Eu voltei a me debater tentando me soltar.
_Nada demais querida.Vamos_Ela disse olhando os seus "capangas", então eles me jogaram no chão e sairam._Aproveite sua surpresa._Disse enquanto fechava a porta.Corri em direção à eles e me abaixei.
_Ryan....Jeremy._Eu sussurrei os olhando.
Fiquei ali durante um tempo esperando que eles acordassem.Otimo, isso era tudo que eu precisava.Já não bastava eu presa aqui agora eles também? Ah meu deus.
_Kate?_Me virei e vi que o Jeremy havia acordado.
_Você está bem?
_Mais ou menos, minha cabeça doí um pouco mas tirando isso tá tudo bem.
_O que eles fizeram com vocês?
_Anne me contou sobre esse "galpão" e resolvemos vir ate aqui.No meio do caminho encontramos o Ryan e a Mell então..._Eu o interrompi.
_A Mell? Onde ela está?
_Calma, nos fizemos com que ela voltasse pra casa.Ela tá bem.
_E essa sua tal amiga Anne? Onde ela está?
_Eu não sei, depois que fomos atacados não a vi mais.
_Precisamos sair daqui Jeremy, o mais rapido possivel._Senti algumas lagrimas descerem pela minha face, enquanto eu acariciava os cabelos do Ryan.
_Vai ficar tudo bem e vamos sair daqui.Eu prometo.
_Obrigada Jeremy.

Acordei assustada no meio da noite, me virei pro lado e encarei o Jeremy ainda adormecido.Olhei pro Ryan que ainda continuava com a cabeça em meu colo.Ele parecia pertubado, seu rosto se contorcia de dor.Um pesadelo, talvez? 
_Tá tudo bem Ryan._Sussurei em seu ouvido enquanto acariciava seu rosto.Então ele sussurrou meu nome, me chamando.Fechei meus olhos me perdendo em pensamentos lembrando do quanto eu amava ouvi-lo dizendo meu nome.De como ele me olhava, me abraçava, de que como me amava.Senti meu rosto ser inundado pelas lagrimas e depois de um tempo acabei adormecendo.






Mell...


Passei a noite acordada pensando no que fazer para ajuda-los mas nada vinha na cabeça.Eu precisava ajuda-los, tinha que fazer alguma coisa.Ficar dentro daquele quarto já estava me deixando nervosa, me levantei e fui em direção a cozinha abri a geladeira e peguei uma garrafinha de sangue.Precisava me acalmar e pensar em alguma coisa.Depois de um tempo o cansaso venceu e acabei adormecendo no sofá.
Quando acordei fui em direção ao quarto, me arrumei e desci.Encontrei a tal garota sentada no sofá conversando com a Julie.
_Tá tudo bem?_Eu perguntei olhando pra garota.
_Ta sim._Ela deu um sorriso timido.
_Porque não estaria?_A Julie perguntou me encarando.
_Você é meio doida Julie, poderia estar assustando a garota._Julie me olhou indignada.
_Eu não sou doida ta legal? E eu não assustei a Anne.
_È verdade a Julie tá sendo bem legal comigo.
_Tudo bem.Onde está o Tyler e o vovô.E cadê a Mary que sumindo? Não vejo ela a dias.
_Eu to aqui._Ela disse saindo da cozinha._E eu não sumi, você que me esqueceu._Ela disse fazendo cara fofinha.
_Tá, e cadê os dois?
_Não sei, sairam cedo mas não disseram pra onde iam?_A Julie disse calmamente.
_Acho que sei pra onde eles foram.






Ta aí capitulo pra vocês.....Não me matem por não ter postado antes...Eu tava gripada por isso não postei...
Mas ta aí espero que gostem....Comentem bastante viu.....Beijos..

terça-feira, 24 de abril de 2012

Capitulo 61

_O que fazem aqui?_Eu perguntei os encarando.
_Estamos só caminhando por aí.Sabe?_O Ryan respondeu ironico.
_Estavamos procurando a sua casa._A Mell disse dando de ombros.
_Minha casa?
_È, sabe o bando.
_Ah o bando.E o que vocês querem com o "bando"?
_Pensei que podessem nos ajudar a encontrar minha mãe.
_Sinto muito Mell, mas lá ninguém vai te ajudar.O rapto da Kate não é um problema dos lobisomens._Eu disse lembrando o que o Mark havia me dito.
_Não é um problema dos lobisomens?_O Ryan me olhou furioso e me segurou pela gola da camisa me levantando._Uma de vocês raptou a kate e nós nem sabemos o porque, e você me diz que não é problema dos lobisomens?_Ele gritou enquanto me sacudia.
_Ryan me solta.
_Me dá um bom motivo pra isso.
_Eu sei pra onde levaram a Kate._Então ele simplesmente me soltou.
_Pra onde?
_Pra uma especie de galpão, não fica longe daqui._A Anne explicou antes mesmo que eu pudesse dizer alguma coisa.
_Então vamos ate lá._A Mell disse animada.
_Nem pensar Mell, você não vai.Sua mãe me mataria se soubesse que eu deixei você ir junto._Eu disse serio.
_Ah qual é? Eu não sou uma criança e você não manda em Jeremy.È da minha mãe que estamos falando por tanto eu vou.
_Ele tá certo Mell.È melhor você ir pra casa, seu avô vai enlouquecer se não souber onde estamos.Então você vai pra casa e avisa pra ele que fomos até o tal galpão pra onde levaram a kate.
_Mais pai..._Ele a interrompeu.
_Mais nada Mell.Não sabemos o que vamos encontrar lá e eu não vou arriscar.Não me perdoaria se acontecesse algo com você também.
_Tudo bem._Mell o abraçou forte._Promete que vai traza-la de volta?
_Prometo.Agora vai._Disse a encarando serio, ela bufou irritada e saiu correndo.
_É melhor irmos._Eu disse os encarando, eles apenas assentiram.






Mell...


Ai ai...Ate parece que eu vou ficar sentada no sofá esperando pra ter noticias da minha mãe.Assim que eles sairam eu os segui.Eu tinha direito de ir junto já que estavamos falando sobre minha mãe.O caminho foi bem rapido e eles não pareceram perceber minha presença, continuei o mais distante possivel não ia correr o rico de algum deles me ver.Ficaram parados observando um galpão, será que não vão entrar nunca? A ansiedade dentro de mim aumentava a cada segundo.Comecei a me aproximar deles mas algo me deteve.Ouvi um barulho vindo de trás de alguma arvores.DROGA, tinha alguém se aproximando.Subi ate um galho alto de uma arvore e pude alguns caras se aproximando.Ah não, merda.Isso não devia estar acontecendo.Assim que eu já não podia ve-los desci da arvore, pessima escolha, senti alguma coisa bater contra mim me arremeçando longe.Assim que olhei pro lado encontrei a amiga do Jeremy caída.Me levantei o mais rapido que pude a coloquei em minhas costas e a carreguei pra longe dali.
Quando cheguei em casa encontrei meu avô e o Tyler sentados no sofá.Assim que me viram correram em minha direção e me ajudaram a deita-la no sofá.
_O que aconteceu com ela Mell?
_Essa é a..Droga não sei o nome dela ela é amiga do Jeremy. Foi atacada por alguns caras, pelo que vi vampiros.
_E o que aconteceu exatamente?_O Tyler perguntou enquanto voltava a se sentar.
_È uma historia complicada.





sexta-feira, 20 de abril de 2012

Selinhos \o/

Ganhei selinho da MiMy Gomez Lovato.....
Bom na verdade já faz um tempinho...quase um tempão..hihi...
Eu esqueci de postar...Sorry MiMy....hihi..

Respostas....
1: Demais...Não que eu ache ela perfeita e tal, mas eu gosto do escrevo.(as vezes) hihi

2: Hum...Acho que não tenho um personagem favorito...Porque cada um tem uma pesonalidade e sei lá acho que gosto de todos..

3: Não muito...Mas escrever, criar uma fic não é facil...Então acho que sou um pouquinho boa..hihi...


                                                          Me apaixonei por um vampiro
                                                          ...Amando...
                                                          - Impossible.
                                                          Amor Entre Intrigas
                                                          Em Algum Lugar Do Passado 
                                                          Fix a Heart ♥ Jemi Fic
    


Bom esse outro selinho também é da Mimy.....Tava escrito pra todos então eu peguei haha....
Adorei esse...hihi....

Pra todas que também gostaram do selinho...hihi

quarta-feira, 18 de abril de 2012

Capitulo 60

Dedicado a Ailinha..


_Alex?_Sua expressão se tornou vazia._Tem certeza disso Mell?
_Tenho sim.Foi a tal Alex._Ele se levantou rapidamente.
_Eu preciso ir.
_Porque não espera meu avô.Talvez possam ter alguma ideia do que possamos fazer já que conhecia essa Alex.
_Desculpa Mell, mas preciso ir._Ele veio em minha direção e deu um beijo em minha testa._Prometo dar um jeito de encontrar sua mãe._Então simplesmente virou e saiu.Tá isso foi estranho.Voltei pra cozinha e me sentei ao lado do meu pai.
_Quem era querida?
_Jeremy.
_Jeremy? E ele já foi?
_Foi, disse que precisava ir._O encarei seria e tive uma ideia._Levanta pai vamos sair._Ele me olhou incredulo.
_Sua mãe foi raptada e você quer sair?
_È justamente por isso pai.Vamos procura-los.
_Procura-los? Procurar quem?
_Os lobisomens.




Kate 

Eu estava deitada no chão - outra vez - digamos que é a unica coisa que tem pra fazer aqui.Fiquei encarando o teto tentando me distrair, mas meus pensamentos estavam tumultuados em minha mente.Eu tenho que sair daqui...Tenho que sair daqui...Tenho que sair daqui....Tenho que sair daqui...DROGA.



Jeremy 

Assim que saí da casa da Mell fui direto ate em casa.Precisava falar com o Mark, talvez ele tivesse alguma idei de como encontrar a Kate.Quando entrei em casa o encontrei na sala.
_Mark preciso falar com você.A Kate ela..._Ele me interrompeu.
_Eu sei o que aconteceu com ela._Ele disse calmamente.
_O que nós vamos fazer?
_Nós?_Ele riu._Entenda Jeremy.Nós não vamos fazer nada.Isso não é um problema nosso._Eu o encarei incredulo.
_Não é um problema nosso? A Alex está por trás e ela é um problema nosso._Ele apenas riu mais uma vez.
_Não.Alex não é mais um problema nosso.Ela foi expulsa do bando a anos e devia me agradecer por não ter matado a estupida da sua irmã._Respirei fundo não podia perder a calma agora.
_Tá legal.Eu vou atrás da Kate e é melhor que não aconteça nada com ela ou eu juro por deus que o mato.
Me virei e saí.Já estava no bosque quando sinto a presença de alguém e quando me virei dei de cara com a Anne.
_O que faz aqui Anne?
_Ouvi sua conversa com o Mark.
_E?_Perguntei impaciente.
_E eu quero ajudar, Alex era minha melhor amiga e eu não fiz nada pra impedir que ela se transformasse no que é agora.Eu preciso..._Suspirei.
_Eu entendo Anne.Também sinto que falhei com Alex...Vai sei bom ter sua ajuda.
_Obrigada._Ela sorriu.
_O problema é que não sei por onde começar._Ela ficou pensativa durante um tempo e depois me olhou.
_Acho que eu sei onde eles podem estar.
_Onde?
_Havia um lugar onde a Alex e o Matt se encontravam quando começaram a ter um caso.
_E você ainda lembra onde é?
_Lembro, não fica muito longe daqui.
_Então vamos.
Nós nos viramos pra continuar andando mas paramos quando demos de cara com a Mell e o Ryan.
_O que fazem aqui?


 Recado importante pra Julie:
Eu queria aproveitar o comentário aqui , pra dizer a JulieSelena que eu to sentindo mó falta dela lá no meu blog :'(
tipo , eu queria dizer , já que ela sempre aparece aqui , hehe ><
ai se puder no próximo cap , meio que deixa um ' aviso ' no final , falando isso pra ela , caso ela não ver isso aqui ? ia ajudar porq eu n tenho nenhum contato com ela , desculpe esse pedido meio idiota , ou a minha ' folgadeza ' , mais sinto falta dms das minhas followers lindas ç_ç

prometa nunca deixar de ser uma delas , certo ? porq você é tipo minha BFF dos blogs u.u haha'
e posta logo porq to mto anciosa *-----*


Aline:Que bom que gostou....Postando..

Karina: Gostou mesmo? Fico mega feliz..Aviso acima..hihi..Nunca vou deixar de seguir seu blog..È perfeito e eu amo demais..Ownt você também é minha bff dos blogs sua linda..Postando...

Ailinha: Postado pra você...E também te adoro gata..

Mai Moura: No problems...O importante é que você leu....hihi..Postando..

Julie: Que bom que gostou linda...Coitada néh ate eu fiquei com pena...hihi...Eu no lugar dela estaria louca...hihi..E tu viu o aviso néh? Não abandona a Kah...Eu te proibo viu? hihi...Postando fofa...


Bom meninas fiz um mini pra vocês....Não deu pra postar antes porque alguém(que se eu encontrasse mataria) arrebentou o fio da minha internet..Então já sabem o que aconteceu néh? Bom obrigada pelos comentarios...
Beijos